Conheça os coletores seletivos

Conheça os coletores seletivos


 

Quer saber mais sobre esse tema? Então, continue sua leitura!

 

O que é Coleta Seletiva, afinal?

 

A coleta seletiva é, em termos simples, a retirada de resíduos orgânicos ou não, secos e úmidos, de cunho reciclável ou não reciclável, que é antecipadamente separado diretamente da fonte geradora, bem como recolhido e destinado para um melhor reaproveitamento dos resíduos ou rejeitos.

Esse tipo de atividade pode também ser considerada uma estratégia que permite diminuir o impacto ambiental da produção de lixo lançado de maneira irregular na natureza, vez que muitos de seus componentes são agressivos ao meio ambiente, especialmente por ter um elevado tempo de degradação natural.

Para se ter ideia, o papel pode demorar entre três e seis meses para se decompor, enquanto outros objetos como chiclete e filtro de cigarro tem um tempo de degradação de cinco anos. Já os rejeitos de plástico e alumínio podem levar centenas de anos, enquanto a borracha não possui um prazo determinado, por exemplo.

Nesse contexto, é importante também destacar que a coleta seletiva é um serviço público que se submete às resoluções ambientais estabelecidas pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). No caso dos coletores seletivos, a norma de cores dá-se por intermédio da Resolução nº 275/2001, que determina o código de cores relacionado aos diferentes tipos de lixo.

A seguir, confira mais detalhes sobre as lixeiras, suas cores e o que representam.

 

Quais as cores das lixeiras da coleta seletiva?

 

Como já destacado, a Resolução do CONAMA estabelece um padrão de cores que devem ser seguidas para separação de resíduos comuns — além de também obedecer a padrões internacionais. Entenda mais sobre as cores e o que elas representam:

  • AZUL: jornais, revistas, impressos em geral; caixas de papelão e embalagens longa-vida;
  • VERMELHO: garrafas, embalagens de produtos de limpeza; potes de cremes e xampus; tubos e canos; brinquedos; sacos, sacolas e saquinhos de leite; papéis plastificados, metalizados ou parafinados, como embalagens de biscoito.
  • VERDE: frascos, garrafas; vidros de conserva.
  • AMARELO: latinhas de cerveja, refrigerante e sucos; esquadrias e molduras de quadros em metal;
  • PRETO: objetos em madeira;
  • LARANJA: resíduos perigosos (como pilhas e baterias);
  • BRANCO: resíduos de hospitais e serviço de saúde;
  • ROXO: lixo radioativo;
  • MARROM: lixo orgânico;
  • CINZA: lixo não reciclável, contaminado ou cuja separação não é possível.

 

Por que é importante conhecer as cores da coleta seletiva?

 

De modo simples, as cores da coleta seletiva podem ser utilizadas como ferramentas essenciais no que diz respeito à classificação de resíduos para reciclagem. Isso porque elas, como já vimos, podem ser utilizadas para separação de resíduos em determinadas categorias, facilitando no processo de reaproveitamento ou na destinação adequada do lixo.

De modo geral, resíduos que não podem ser reutilizados, isto é, reciclados, terão de ser descartados em locais apropriados para o recebimento do rejeito comum, que são os chamados “aterros sanitários”. Em contrapartida, quando destinados incorretamente, os rejeitos podem acabar parando em ruas, valas e rios, gerando uma grande poluição ambiental, do solo e da água. Como consequência, percebe-se a cada ano o aumento das enchentes que, por sua vez, geram grande prejuízo para sociedade.

Outra consequência da destinação inadequada do lixo também é a poluição do mar, uma vez que todos os rejeitos descartados nas ruas podem parar no oceano através do esgoto. Nesse contexto, a vida marinha também é comprometida, gerando um grave problema social e ambiental, especialmente quando se trata de resíduos plásticos.

 

Então qual é o papel dos coletores de lixo?

 

Os coletores de lixo estão intimamente atrelados a coleta seletiva. Por meio desse tipo de equipamento, pode-se separar os rejeitos entre diferentes categorias, como itens úmidos, secos, recicláveis ou orgânicos. A diferença é que, dentro dessas mesmas categorias, pode-se tornar o lixo ainda mais específico através dos recicláveis.

Isso porque os materiais que podem ser reaproveitados são o alumínio, o papel, plásticos, madeira, lixo orgânico, etc. O coletor de lixo, portanto, é um equipamento indispensável, principalmente para empresas, entidades públicas, conjuntos habitacionais, dentre outros locais com grande volume de trânsito de pessoas ou moradores, haja vista a capacidade de produção de dejetos serem maiores em espaços com estas características.

Agora que você já conhece as cores da coleta seletiva e já sabe a importância dos coletores seletivos, compartilhe o conteúdo em suas mídias sociais para que mais pessoas também fiquem por dentro desse assunto!

Assine nossa newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades diretamente em seu email.
ATENDIMENTO
Goiânia
(62) 3088-6117

Televendas: (62) 3507-6000 Whatsapp: (62)3088-6117 Whatsapp: (62)3088-6117
Ganhe até 10% de desconto
×
Inicie uma conversa Escolha uma unidade para iniciar o atendimento via WhatsApp:
Responderemos o mais breve possível! Jardim América Campinas Anápolis Brasília
A Loja das Cadeiras utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência de acordo com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso, e ao continuar navegando você concorda com estas condições.